Marina Lima – Clímax

 

Marina Lima lança seu 19º trabalho – Clímax – com doze faixas inéditas, assinadas por ela ou por ela com parceiros. Única exceção é a faixa Call me, de Tony Hatch.

Como de costume, amor e relacionamentos são os temas das letras. A lista de convidados do álbum conta com Vanessa da Mata (faixa incluída abaixo – A Parte que Me Cabe), Karina Buhr, Edgard Scandurra e Samuel Rosa.

O instrumental das canções se divide entre o orgânico e uma eletrônica discreta. Tudo bem dosado, quase minimalista. “Os meus arranjos nunca são muito cheios. Gosto do vazio, do silêncio, da pausa”, afirma a cantora. O território é familiar dentro da obra da cantora.

Um Comentário até agora.

  1. Tania disse:

    Caramba…. não gostei nada dessa faixa aí. rsrsrs Se o cd seguir a toada. Faz um tempo (uns anos já) que vez em quando me pergunto cadê a Marina que a gente queria que continuasse talentosa (a voz num roqueiro pop é até secundária, eu penso). Espero que seja apenas um (longo) afastamento mas nada de definitivo. Como a distância que hoje ela mantém das ondas da praia de Ipanema e do túnel 2 irmãos.
    Volta, Marina!