Uma canção para final de 2011

No final de 2009, deixei aqui esta mesma música como um cartão postal do ano e uma espécie de conselho para 2010.

Bom, depois de dois anos ainda me parece coerente relembrar esta canção, com arranjo e interpretação diferenciados, que mais ou menos, refletem a passagem do tempo.

Da suavidade masculina à emoção arranhada da voz feminina; das palavras que deslizavam e agora cortam e se espalham em sentida contemplação da vida. Permaneceu a beleza do tom melódico e a verdade narrativa da experiência.

Os coeficientes de vida variaram em dois anos, mas permaneceu o princípio básico: a respiração. Talvez fraquinha, como a delícia de um sopro nas tardes quentes de verão. Talvez fraquinha, como o cansaço que descansa num sorriso vendo as gaivotas determinando direções à beira-mar. Talvez fraquinha como alguém recuperando o fôlego para novamente se embriagar na esperança…

Que chegue então esse tal de 2012…….

E, principalmente, que possamos fazê-lo feliz….

Um Comentário até agora.

  1. Tania disse:

    Então. Vamos prá cima de 2012! bjs