Brasília

Brasília

É aqui que eu respiro.  É debaixo deste céu, imenso céu, que tudo que eu sou não consegue se esconder. É nesta falta de montanhas que a alma não encontra barreiras para ir além, muito além, até se perder e novamente me encontrar com um gosto de verdade colhida pelo caminho.

É aqui que enfrento os contínuos meses de seca que são substituídos pelos contínuos meses de chuva. É aqui a intensidade sem tamanho e todo o exagero de querer viver. É aqui que acontecem as mansas manhãs e ninguém sabe precisar de qual direção virá a nuvem silenciosa que desenhará a tempestade na paisagem.

É aqui que vou descobrindo passo a passo, sem nenhuma pressa, os sentidos das trilhas, dos pássaros que dão voz as árvores, das noites apinhadas de estrelas emoldurando a lua, das flores que insistem em supreender a aridez e umedecer os olhos à sua visão.

É aqui que me acontece viver……