• Sentimentos acontecem dos fatos

    Anamnese de um Criminoso

    Depois de meia hora sentado na minha frente, mantinha o mesmo ar distraído de quando entrou na sala. Definitivamente não se deixava intimidar nem pelo local onde estava e muito menos pela minha pessoa. Eu é que não tinha a mínima paciência para lidar com famosos, se bem que a figura a quem devia inquirir não apresentava nenhum traço glamoroso de gente acostumada a ser assediada por fãs, ou disputada pela mídia. Era até simplório demais: camiseta um pouco gasta, calça jeans antiga o suficiente para dar sinais de reconhecer o corpo que a vestia, cabelo curto que dispensava o uso de pente, sapatos mocassim longe de serem novos. Uma…

  • Sentimentos acontecem dos fatos

    Dizem que Deus existe

    Eu não entendia muito bem como era possível a minha irmã, pouca coisa mais velha que eu, só acordar quando o dia deslizava para lá do meio de si mesmo. Não sabia se era a falta de inteligência que a impedia de pular da cama logo nos primeiros raios da manhã, bem antes do também preguiçoso galo se manifestar, e ir à cata de aventuras, brincadeiras, descobertas. Sempre foram inesgotáveis as surpresas oferecidas por este mundo. Mas, quem sabe, fosse sinal de inteligência ela só acordar depois do meio-dia; talvez estivesse sabiamente economizando energia para que fizesse bonito na velhice. Evitando desta forma não vir a ser, em nada, parecida…

  • Sentimentos acontecem dos fatos

    A Máscara Nossa de Cada Dia

    Não. Não estou me referindo às máscaras que qualquer pessoa deveria usar para emparedar essa epidemia do COVID, seja por cidadania no sentido de preservar as demais pessoas, seja por egoísmo na perspectiva única de impedir que alguém possa infectá-lo. Não, não me refiro a essas máscaras, nem quero dissertar sobre os aloprados que dispensam o seu uso, ou que não se deram conta de que a melhor utilização não é aquela exibida na testa, no queixo, ou pendurada qual um estandarte em prolongamento a uma das orelhas. São atitudes negacionistas absurdas demais que me obrigariam a um texto fantasmagórico que me levaria a apontar os que se recusam a…

  • Sentimentos acontecem dos fatos

    Café da Manhã

    Imagine um salão gigantesco, compatível com os existentes nos palácios portugueses visitados após encaradas as filas enormes do interesse do público em saborear a história. Percorremos o salão imaginado: as lindas pinturas renascentistas ocupando o teto; as paredes cobertas por quadros desmedidos, a maioria retratos dos nobres de uma linhagem genealógica com interferência na História, assegurando vaidosamente o pertencimento do palácio. Sobre o tapete de monumental tamanho, cujo tempo para sua confecção facilmente envolveria mais de uma geração, uma imensa mesa para duzentos talheres; seus pratos decorados com o emblema da família esculpido a ouro; suas taças de cristal com titânio, lapidadas com enorme leveza; faqueiro de prata cujo peso…

  • Frases que me detiveram

    Os Pilares do meu Futuro

    No início da pandemia as dramáticas possibilidades alimentavam o medo de vidas serem ceifadas na quantidade e na indiferença de quando varremos as formigas mortas após termos envenenado um formigueiro. Passado pouco tempo do início, quando a pandemia se instalou sem disfarces sobre a sua potencialidade letal, a prometida tragédia embruteceu o medo e passamos a contabilizar duas variáveis: o número de mortos que nunca mais seriam convivências próximas, e o número de dias, dia a dia, que conseguimos ludibriar o vírus escapando do contágio. Essa reflexão me levou a um pensamento de Valter Hugo Mãe no seu livro “Contra Mim”: “Que lástima termos de abdicar das pessoas passadas pela…

  • Sentimentos acontecem dos fatos

    Excessos Involuntários

    Existem coisas que em si mesmas excedem. Por exemplo: meus olhos além de verem, juro que são capazes de sentir. Assim, educo meus sentimentos praticamente todos os anos na minha ida ao oftalmologista. Vou graduando, paulatinamente, meus sentimentos. Difícil afirmar quando serei diplomada – provavelmente nunca – porque sentimentos regulam nossa respiração. Meus olhos sentem as imagens que captam no arrepio dos fatos. Os meus queridos, um dia fotografados, estão em vigília, emoldurados sobre as prateleiras da biblioteca e me inspiram a certeza de que tudo dará certo, com intensidade maior de quando a alegria – que ainda repercute nos meus olhos – ficou impressa no papel. Já aquele ser…