• Sentimentos acontecem dos fatos

    Então tá…

    Meu caro, Pensei que não chegaria até aqui. Pensei que não teria a chance de lhe escrever este ano, o que poderia significar estar agora no seu convívio jogando um Atari, ou ouvindo um rock daqueles que você apreciava, e eu nunca. Quem sabe seja quase isso quando for a hora…o que seria um consolo. O fato é que este ano foi impiedoso e mortalmente agreste. Uma aridez de sangrar a fé quase todos os dias; um desconsolo de deitar tristeza pelos olhos a cada notícia sobre os conhecidos, e desconhecidos, que partiam sem direito a despedidas; um lidar – sem habilidade adquirida – com a tentativa de sobreviver estando…

  • Saltaram dos livros e vieram para cá

    Leio o que ninguém escreveu

    A primeira vez que eu li, devia ter uns quatro ou cinco anos e viajava com a família pelas estradas de Minas Gerais. Provavelmente eram férias e, como sempre, percorríamos o roteiro das cidades de águas termais. Revezávamos a cada ano, ora Caxambu, ora Poços de Calda, quando não São Lourenço, às vezes Araxá. Foi dentro de um ônibus interestadual, caída a noite, que eu li as estrelas através da janela porque, fato dado, os assentos ao lado das janelas eram meus sem necessidade de qualquer argumentação reivindicatória junto à família. Não sei dizer, com precisão, que espécie de história as estrelas me permitiram interpretar, mas lá estava eu, miúda…

  • Sentimentos acontecem dos fatos

    IDH – Índice por Demais Horrível

    Primeiro que é muito esquisito se ter um Índice de Desenvolvimento Humano. Sempre me sugeriu ser um daqueles indicadores que estimulam a inveja planetária, fomentadores de expressões do tipo: “Meu IDH é melhor que o seu! Meu país é o máximo, o seu, mínimo!”. Segundo, se eu tivesse que calcular o IDH levaria em conta outros quesitos além de saúde, educação e renda. Colocaria níveis de simpatia, generosidade, solidariedade, tolerância, empatia, etc. Essas coisas contam pouco, eu sei… Além de competitividade, o IDH mexe com a autoestima dos países. Dificilmente um país com IDH baixo se sente estimulado a reagir a partir da divulgação do tal Índice. É mais provável…