• Sentimentos acontecem dos fatos

    Navegar é impreciso

    Quando a ideia de casa tentava encontrar em mim algum referencial ficava desorientado. A sensação era de não ter casa, ou melhor, não identificava dentre as residências por onde havia passado aquela onde pudesse descansar confortavelmente a minha existência. Se bem que existir e poder descansar sempre me pareceram de coexistência incompatível. Não é que eu morasse de aluguel ou que morasse em algum quarto, de favor. Não era isso. Era alguma coisa bem sutil. Quando pensava em casa era levado a visualizar um oceano e eu navegando seus mistérios. Sempre me senti acolhido posicionado de frente para o mar. Meu sonho foi viajar naqueles transatlânticos descomunais, com ou sem…