• Saltaram dos livros e vieram para cá,  Sentimentos acontecem dos fatos

    A Serviço dos Carmas

    Nestor não conseguia esconder o incômodo quando diziam para ele esperar um minutinho ou dois. Ele contorcia a boca e revirava os olhos porque geralmente o um ou os dois minutinhos, fáceis de serem verbalizados, no mundo real significavam meia-hora ou hora inteira esperando ao telefone. Sem falar naquela musiquinha irritante oferecida para estimular as mais baixas reações do ouvinte: geralmente comportamentos histéricos, do tipo atirar para longe o telefone ou desligar vigorosamente o aparelho para aliviar a tortura. “Essa coisa de Atendimento ao Consumidor é invenção do diabo”, dizia Nestor todas as vezes que era obrigado a recorrer a esses serviços telefônicos. E o mais irônico de tudo é…

  • Sentimentos acontecem dos fatos

    Existir e Desistir

    A reflexão ao completar 87 anos: a vida é uma lagoa transparente na qual as mais variadas espécies de peixes se agitam, agradecidos pelos farelos de pão. São alimentados por mãos trêmulas, sejam de crianças sejam de idosos, aproximadas por uma brecha serena concedida pelo tempo. E ela sorria revirando seu olhar de peixe vivo pela biografia que a levara até ali. A satisfação era um sentimento que exemplificava a sua vida. Básica e satisfatória existência: um sabonete cheiroso, preferencialmente colorido, e uma água de colônia para tirar o ranço das lembranças impregnadas no corpo; uns poucos vestidos de chita, bem floridos, para nunca esquecer que houve um tempo em…

  • Sentimentos acontecem dos fatos

    Então tá…

    Meu caro, Pensei que não chegaria até aqui. Pensei que não teria a chance de lhe escrever este ano, o que poderia significar estar agora no seu convívio jogando um Atari, ou ouvindo um rock daqueles que você apreciava, e eu nunca. Quem sabe seja quase isso quando for a hora…o que seria um consolo. O fato é que este ano foi impiedoso e mortalmente agreste. Uma aridez de sangrar a fé quase todos os dias; um desconsolo de deitar tristeza pelos olhos a cada notícia sobre os conhecidos, e desconhecidos, que partiam sem direito a despedidas; um lidar – sem habilidade adquirida – com a tentativa de sobreviver estando…

  • Saltaram dos livros e vieram para cá

    Leio o que ninguém escreveu

    A primeira vez que eu li, devia ter uns quatro ou cinco anos e viajava com a família pelas estradas de Minas Gerais. Provavelmente eram férias e, como sempre, percorríamos o roteiro das cidades de águas termais. Revezávamos a cada ano, ora Caxambu, ora Poços de Calda, quando não São Lourenço, às vezes Araxá. Foi dentro de um ônibus interestadual, caída a noite, que eu li as estrelas através da janela porque, fato dado, os assentos ao lado das janelas eram meus sem necessidade de qualquer argumentação reivindicatória junto à família. Não sei dizer, com precisão, que espécie de história as estrelas me permitiram interpretar, mas lá estava eu, miúda…

  • Sentimentos acontecem dos fatos

    IDH – Índice por Demais Horrível

    Primeiro que é muito esquisito se ter um Índice de Desenvolvimento Humano. Sempre me sugeriu ser um daqueles indicadores que estimulam a inveja planetária, fomentadores de expressões do tipo: “Meu IDH é melhor que o seu! Meu país é o máximo, o seu, mínimo!”. Segundo, se eu tivesse que calcular o IDH levaria em conta outros quesitos além de saúde, educação e renda. Colocaria níveis de simpatia, generosidade, solidariedade, tolerância, empatia, etc. Essas coisas contam pouco, eu sei… Além de competitividade, o IDH mexe com a autoestima dos países. Dificilmente um país com IDH baixo se sente estimulado a reagir a partir da divulgação do tal Índice. É mais provável…

  • Sentimentos acontecem dos fatos

    Anamnese de um Criminoso

    Depois de meia hora sentado na minha frente, mantinha o mesmo ar distraído de quando entrou na sala. Definitivamente não se deixava intimidar nem pelo local onde estava e muito menos pela minha pessoa. Eu é que não tinha a mínima paciência para lidar com famosos, se bem que a figura a quem devia inquirir não apresentava nenhum traço glamoroso de gente acostumada a ser assediada por fãs, ou disputada pela mídia. Era até simplório demais: camiseta um pouco gasta, calça jeans antiga o suficiente para dar sinais de reconhecer o corpo que a vestia, cabelo curto que dispensava o uso de pente, sapatos mocassim longe de serem novos. Uma…